sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Panorama: Caos na saúde e administração pública


Servidores não estão conscientes nem educados para o racionamento do consumo de água - clique para ampliar
Infelizmente situações de atendimento no Pronto Socorro de Panorama estão se tornando uma constante naquela cidade, situações estas que nem sempre vem a público, como um caso de uma senhora que se queixou a nossa redação semana passada, a qual, segundo ela ficou durante três horas e meia esperando atendimento por ter sido picada por algum inseto desconhecido e, ainda segundo ela, a médica se preocupava em correr atrás de cães na rua, na tentativa de espantá-lo do local e, sendo enviada para casa com a menção de que não se sabia o que a pacoente teria sido acometida.
Cabe ao diretor de saúde, Sr. Israel Gumiero, o qual sobre este caso citou para uma emissora de TV que estava, por enquanto, cuidando de problemas com dengue (como se não houvesse outros e graves problemas de saúde e atendimento na cidade), como cabe também ao prefeito Luis Carlos Henrique da Cunha vir a público dar satisfação e buscar soluções para os diversos problemas que se avolumam na cidade, apesar de que, ao que vejo este não está muito preocupado com a municipalidade, visto ter seu domicílio na cidade de Dracena, o que não é ilegal, porém em minha visão, imoral.
Na tentativa de saber informações sobre os diversos casos escabrosos como o de um rapaz que se recusou a ser atendido naquele PS, estive na cidade de Panorama nesta quinta (18), onde temos imóvel, a informação que tive é que o Sr. Israel não se encontrava no chamado postão, como também ninguém soube informar onde encontrá-lo.
Alguns moradores aos quais recorri, também evitaram fazer quaisquer comentários e uma funcionária chegou até a citar ter medo de represálias.
Vale lembrar também que o PS, apesar de ser anexo à Santa Casa, é administrado e de responsabilidade da prefeitura, com verbas repassadas pelo SUS
(Amorim Sangue Novo)


Menino de 2 anos morre após ser picado por escorpião em Panorama

Por conta do estado de saúde, criança foi levada para o Hospital Regional.

Erick Soares teve seis paradas cardíacas, segundo tio da vítima.

O menino Erick Ricardo Soares, de 2 anos, morreu após ter sido picado por um escorpião no Balneário de Panorama nesta quarta-feira (17). O menino, que morava em Junqueirópolis, tinha ido com a família na cidade para passear e foi ferido logo que saiu do carro em que estava, de acordo com o tio do garoto, o operador de processos industriais Cristiano Rodrigues, de 37 anos. A prefeitura da cidade, por meio da secretaria de saúde, confirmou a morte à TV Fronteira.

Ainda conforme o tio, com quem a criança morava, explica que o garoto chegou a ser socorrido até a Santa Casa do município, por volta das 16h35, porém precisou ser encaminhado ao Hospital Regional (HR) de Presidente Prudente por volta das 23h.

Conforme o HR, a vítima foi “imediatamente atendida pelo corpo clínico da emergência pediátrica, que tentou reanimá-lo, mas o menino não resistiu e veio a óbito às 2h” desta quinta-feira (18).

O tio explica que o menino teve, pelo menos, seis paradas cardíacas. O velório de Erick é realizado no velório municipal de Luiziânia (SP). O enterro está previsto para 9h desta sexta-feira, em Penápolis, ainda conforme Rodrigues.
A vítima estava também com a esposa do tio e um filho do casal.

O G1 tentou contato com a Prefeitura de Panorama, porém não obteve sucesso até o momento desta publicação.


Publicado originalmente no G1 Presidente Prudente