terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Ser franco e honesto não vale à pena, (mas vale)

A frase do título é contraditória, concordo, porém reflete a verdade.

Vejam que, nem bem fiz a publicação de meu comentário de ontem sobre o deputado Jair Bolsonaro e recebi diversas mensagens, sendo a maioria delas de repudio ao meu comentário.

Na verdade referia-me a apoio na parte política, nada a ver com seus pensamentos sobre gays, mas o que se pode verificar é que, infelizmente ser franco e honesto não vale muito à pena (mas vale). Vale pelo fato da pessoa manter sua cabeça erguida diante de todos e, principalmente de si mesmo.

Quanto a não valer à pena, vejam os dissabores por que passam, por exemplo, os deputados Bolsonaro, Cidinha Campos, Danilo Gentilli, Lobão, Roger, a gerente da Petrobrás Vanina Velosa -veja matéria abaixo- a qual demonstrou claramente seu nervosismo e preocupação, eu poderia até acrescentar, medo de represálias, durante sua entrevista para o Fantástico neste domingo (21/12), e diversos outros.

Ser franco e honesto trás os dissabores de ter que enfrentar uma gama de pessoas maliciosas, desonestas e sem escrúpulos algum, normalmente ligados à política e alguns ligados à mídia, a qual através de edições de duplo sentido ou escondendo a verdade, trás a público aquilo que possa privilegiar aquelas pessoas ou entidades à qual está vinculada de alguma maneira.


Cabe a você e somente a você decidir, ser franco, ser honesto, ser participativo e bom ou se “vender” e, se digo se vender é por que infelizmente, estes inescrupulosos, mesquinhos e falsos, sempre procuram “comprar” a sua personalidade e, como todo, segundo dito popular, homem tem seu preço... determine o seu.


20 Anos da Qualidade no Brasil

Gestão de Excelência no Abastecimento da Petrobras

 
Vanina Velosa da Fonseca
Venina Velosa da Fonseca, gerenteexecutiva de Abastecimento Corporativo
“Como implantar um modelo de gestão corporativa para a complexa e abrangente área de Abastecimento da Petrobras, que inclui o parque de refino no Brasil, a logística de movimentação de matérias-primas e derivados, o marketing e comercialização de produtos e serviços, a área de petroquímica e fertilizantes? E tudo isso num cenário de expansão da capacidade de refino da Petrobras, buscando o equilíbrio com a crescente produção de petróleo, o retorno da Companhia ao setor petroquímico e a crescente internacionalização da empresa...
Leia mais clicando aqui