segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Prefeito rouba?


Que me perdoe Miguel do Rosário, autor da matéria abaixo e todos os jornalistas que usam a expressão “roubar”, “rouba”, etc. pois prefiro usar outras expressões menos pesadas, até no afã de me ver livre de processos judiciais.

Claro que há desvios da maioria dos políticos, desvios compactuados pela Lei, pelos governantes e pela população (vejam que Maluf é conhecido por rouba mas faz” e mesmo assim tem grande gama de votantes o elegendo sempre).

Se a Receita Federal, juntamente com a PF fizesse uma “faxina” no patrimônio dos políticos, inclusive gastos pessoais seus e de parentes e “aparentados”, com certeza iria verificar a inexistência de veracidade nas informações do Imposto de Renda.

Posso citar um caso de um prefeito de uma cidade cujo prefeito, sem escolaridade alguma, que desenvolvendo uma profissão não estável e rendosa anteriormente, apresentou para o TSE uma declaração de patrimônio superior a dois milhões e duzentos mil reais.

Ora, se levarmos em consideração que este mesmo prefeito, já geriu a mesma cidade em outras gestões e haver declarado em palanque, durante sua última campanha (2012) que sustentava pai e diversos irmãos, durante seu período infanto-juvenil, verificar-se-á que não há compatibilidade entre valores apresentados e valores gastos, haja vista que algumas propriedades deste mesmo senhor, não foram discriminadas nos bens apresentados ao TSE.Em vista disto  alguém me dirá: então ele andou roubando!

- Não, prefeito não rouba, prefeito desvia

(Amorim Sangue Novo)

 A história do prefeito que roubava
Coxinhas são engraçados.

O PSDB é o campeão brasileiro de ficha-suja, segundo o TSE.

A privataria tucana não apenas foi o maior escândalo de corrupção da nossa história. Foi entrega de soberania.

Botaram até tanques de guerra na Praça XV, para poderem vender a Vale a preço vil.

Agora temos um caso de um prefeito tucano, do município de Itaguaí, no Rio de Janeiro, que roubava como se não houvesse amanhã.

Mesmo assim, para os coxinhas, a corrupção no Brasil é culpa apenas do PT.
As acusações contra o prefeito de Itaguaí são de que a sua quadrilha desviava mais de R$ 30 milhões por mês, correspondente a 30% da arrecadação mensal da prefeitura.

Comissão de 30%, só mesmo tucano.

Você não vai ler nenhum editorial indignado quanto a isso.

Nenhum coxinha vai fazer manifestação.

Jabor não vai falar nada.

Merval, caladinho.
                                                                                                             
Ninguém na Jovem Pan vai comentar o caso.

Gilmar Mendes também não parece interessado.              

Para não ser injusto, o caso merece apenas uma nota do Janio de Freitas, na Folha.

E só.

Por Miguel do Rosário, no Tijolaço

Veja as sátiras do Sátiro de Amora aqui >>>