quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Deputado propõe cotas para evangélicos em concursos públicos

Projeto quer destinar 10% das vagas de concursos públicos para candidatos que comprovadamente sejam membros de denominações cristãs evangélicas. O deputado estadual capixaba Rogério Medina (PMDB) sugeriu a reserva de 10% das vagas em concursos públicos no Espírito Santo para evangélicos. A proposta foi feita na sessão solene em homenagem ao Dia do Evangélico, realizada na Assembleia Legislativa na última quarta-feira. O autor do projeto alega que os evangélicos são vítimas de preconceito nos departamentos de recursos humanos das empresas privadas. Chegou a afirmar em discurso que “por sermos tementes a lei de Deus e não nos envolvermos em maracutaias os gestores sempre optam por católicos e até mesmo umbandistas na hora de contratar alguém”. O projeto segue agora para a comissão de constituição e justiça e se for aprovado vai ser votado em novembro. Caso se torne lei os concurseiros deverão apresentar certidão de batismo e declaração assinada pelo pastor atestando a atuação religiosa do candidato. A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil se manifestou dizendo que o projeto “é vergonhoso, preconceituoso e fruto do oportunismo barato de pastores neopentecostais”. O deputado Rogerio Medina respondeu aos bispos com ironia: “oportunismo e vergonhoso é uma TV chamar-se Canção Nova e só tocar música velha”. Da redação com Enfu
Postar um comentário