segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

O país do carnaval, suor e lágrimas


OBS.:
O título é baseado na obra de Jorge Amado, O país do Carnaval – Cacau – Suor (1)

(1) Publicado em 1931, "O País do Carnaval", foi o primeiro romance de Jorge Amado. Considerado o melhor romance desse ano, revela já o talento do novo escritor, na época com 18 anos, e as suas dúvidas e descobertas condensam-se neste livro sobre o cepticismo dos intelectuais brasileiros, sobre um país sem princípios éticos e sem preocupações filosóficas ou políticas. Seguiu-se "Cacau", em 1933, romance que conta a vida dos trabalhadores das plantações de cacau do Sul da Baía, as suas dificuldades e sofrimentos, a opressão de que eram vítimas. Um escritor em fase de amadurecimento que confessa o seu desejo de contar a vida dos trabalhadores «com um mínimo de literatura e um máximo de honestidade». "Suor", terceiro livro de Jorge Amado, escrito em 1934, é uma crítica contundente à sociedade de classes e à exploração do homem pelo homem, um documento vivo e incisivo sobre a vida do proletariado urbano da cidade de São Salvador. Três romances que deixam transparecer uma grande emoção, uma aspiração profunda pela justiça social e um desejo genuíno de lutar em defesa dos oprimidos.

Nenhum comentário: