sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Prefeitura de Dracena apresenta balanço das atividades realizadas no combate à dengue em 2015


A Prefeitura de Dracena apresenta relatório de todas as ações referentes ao combate ao mosquito Aedes aegypti (transmissor de dengue, febre chikungunya e zika vírus) durante o ano.

Imagem ilustrativa
O município de Dracena sempre promoveu ações preventivas de combate ao mosquito Aedes aegypti, de acordo com as orientações do Ministério da Saúde, intensificando ainda mais os trabalhos em 2015, quando houve, infelizmente, o avanço do número de casos de dengue em inúmeras cidades do Brasil.






MUTIRÃO
Foram realizados seis mutirões de limpeza em todos os bairros da cidade e nos distritos de Jamaica e Jaciporã nos meses de: janeiro, março, abril, julho, outubro e dezembro, totalizando quase 133 caminhões com lixo/entulho recolhidos.

FORÇA-TAREFAA atividade consiste em visitas às casas para identificar possíveis focos do mosquito “Aedes aegypti”, quando os agentes reiteram as orientações dos cuidados que devem ser tomados para evitar o acúmulo de água parada e entregam folhetos. Foram promovidos nove arrastões de limpeza (força-tarefa) em vários bairros.

BLOQUEIO Bloqueios e nebulização (aplicação de veneno) foram realizados em mais de 25 mil imóveis na cidade, distritos de Jamaica e Jaciporã.

VISITA
A equipe da Vigilância visita regularmente casas (visitas de rotina), pontos estratégicos (ferro-velho, oficinas, borracharias, floriculturas e empresas que possuem uma grande quantidade de objetos que podem se tornar criadouros do mosquito da dengue), imóveis especiais (locais com grande aglomeração de pessoas, como: postos de Saúde, faculdades, penitenciárias entre outros).  No total, foram 154.992 visitas nos imóveis da cidade e dos distritos de Jamaica, Jaciporã e bairro Iandara.
CAÇAMBAS
Mais de mil caçambas foram fornecidas gratuitamente à população para recolhimento dos entulhos que poderiam servir como criadouros do mosquito.
SEMANA DE MOBILIZAÇÃO A Semana Estadual de Mobilização contra a Dengue foi promovida duas vezes ao ano, em março e agosto com várias atividades de orientação: ofícios foram entregues nos pontos estratégicos (floricultura, borracharia, ferro-velho); cartazes foram fixados no comércio na área central; os agentes de Controle de Vetores realizaram vistorias nas casas desabitadas com o apoio das imobiliárias. Todos os bairros da cidade foram percorridos com Carro de Som alertando os moradores sobre os riscos da Dengue; também foi desenvolvido o “Projeto Masseira” (caixa onde é misturado o cimento) que consistiu em visitar as construções de diversos bairros e quebrar as masseiras que estivessem inutilizadas, para que as mesmas não acumulassem água da chuva.

PALESTRA EDUCATIVA Palestras e vídeos educativos foram apresentados aos alunos das escolas João Milan Barbosa, Ottília Braz Noguerol, Waldomiro Machado, João Vendramini, Guilherme Tammerik, Moacir Simardi, Luiza Rossa Ribeiro, Amador Franco da Silveira, Sérgio Liberatti, Colégio Objetivo e Colégio Anglo-Cid. As palestras ainda foram realizadas na Pousada Bom Samaritano, Elektro e Apae.
PANFLETAGEM Também foram distribuídos panfletos (em mercados, supermercados, igrejas, clubes de serviço, farmácias, feira-livre, postos de Saúde, escolas estaduais, faculdades, hotéis e comércio) e via internet (redes sociais e site) com informações sobre como ajudar no combate à dengue, sintomas, tratamento, enfim tudo buscando prevenir a proliferação dos mosquitos ou dirimir o avanço dos casos, além de frases em painéis eletrônicos localizados na Praça Arthur Pagnozzi e Avenida Washington Luiz.
Nas escolas da rede municipal foram distribuídos folhetos informativos aos pais, por meio dos alunos.
OFÍCIOSA equipe enviou ofícios a todos os laboratórios e clínicas particulares, farmácias, imobiliárias, igrejas orientando sobre a dengue. Mensagens (slogans) alertando a população sobre a dengue foram incluídas em folhetos de mercados e supermercados.

CONTRATAÇÃO EMERGENCIAL
A Administração Municipal contratou 20 (vinte) novos agentes de controle de vetores para atuar no combate à doença. Também houve a aquisição de dois atomizadores costais (máquina individual de nebulização). A Administração Municipal também contratou 40 (quarenta) novos ajudantes de Serviços Gerais em caráter emergencial para auxiliar no combate à dengue.
CASAS FECHADAS
A Prefeitura de Dracena propôs ação judicial para autorização da entrada nos imóveis cujos proprietários se recusam a permitir a entrada dos agentes e, a Justiça autorizou que os agentes da VE entrem nesses imóveis.

TELEFONE Dois números de telefone foram disponibilizados para atendimento ininterrupto.

CENTRO DE HIDRATAÇÃO O Centro de Hidratação para os pacientes diagnosticados com dengue funcionou na Estratégia de Saúde da Família (ESF) I - Jardim Jussara, localizada na Rua Miguel do Nascimento, 1030. Destinado exclusivamente para aplicação de soro intravenoso, o objetivo foi diminuir a quantidade de atendimentos prestados no PAM (Pronto Atendimento Municipal).

ESPECIALISTA Com o objetivo de orientar a população dracenense em relação à doença, a Prefeitura de Dracena entrou em contato com a médica Juliana Fenley, graduada em Medicina pela Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (Famerp), especialista pela Sociedade Brasileira de Infectologia, o que a credencia a conceder entrevista para a produção de uma matéria de caráter de orientação que foi publicada em vários veículos de comunicação da cidade e da região, inclusive no site da Prefeitura de Dracena (www.dracena.sp.gov.br) e na página do facebook.
AGRICULTURA MUNICIPAL – CROTALÁRIA Os moradores de Dracena puderam adquirir gratuitamente sementes e mudas da planta Crotalária na Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente. A planta atrai a libélula, predadora natural do mosquito. Se a planta estiver próxima a água, as larvas da libélula agem também como predadoras naturais das larvas do mosquito “Aedes Aegypti”.

PNEUS Quanto aos pneus velhos, o descarte pôde ser feito no Ecoponto da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, no recinto da Fapidra.
NEBULIZAÇÃO
Além das atividades de bloqueio e nebulização (aparelho costal), a Sucen realizou a nebulização ambiental (veículo passando veneno) em vários bairros.
REDE MUNICIPAL DE ENSINO - A Secretaria de Educação em parceria com a Vigilância Epidemiológica promoveu o “Projeto de Combate à Dengue nas escolas municipais”. O objetivo foi transmitir todo o conhecimento em relação à dengue, como o que é, como prevenir e quais os sintomas da doença às crianças para que elas repassem as informações aos familiares e vizinhos. O projeto foi desenvolvido por meio de palestras, vídeos educativos, apresentações teatrais e distribuição de panfletos.
Os professores da rede municipal de ensino continuaram trabalhando o tema da dengue em sala de aula.
PASSEATAAlunos, pais, professores e toda a equipe da EMEI Cantiga de Ninar participaram de passeata.
DIVULGAÇÃO E ALERTA SOBRE PREVENÇÃO
Conselho de Saúde, Câmara Municipal, rádios, jornais, TV, placas digitais da Prefeitura, faixas, site da Prefeitura, redes sociais, carro de som, folheto de rede de Supermercados (slogan com frase), eventos esportivos.

MAIS AÇÕES Projeto Peixe; Projeto Fura-prato no cemitério local;encaminhamento para limpeza de bueiros e de áreas verdes à Secretaria de Agricultura; encaminhamento para limpeza de terrenos particulares e casas abandonadas ao setor de Fiscalização; visitas dos Agentes em horários diferenciados (após as 17h, sábados, pontos facultativos e feriados) e entrega de Notificações – Convocações em todas as casas fechadas no ato da visita dos agentes, com prazo de 24 horas para comparecer na Vigilância.
A Secretaria de Saúde e Higiene Pública de Dracena por meio da Vigilância Epidemiológica de Dracena sempre seguiu as orientações do Ministério da Saúde e desenvolve há anos os trabalhos rotineiros de prevenção à dengue, como ações voltadas à conscientização da população e visitas às residências realizadas durante todo o ano.
O apoio da população é muito importante para evitar a proliferação do mosquito “Aedes aegypti”, que transmite a dengue, chikungunya e o zika vírus. É preciso adotar medidas permanentes, como: manter recipientes fechados com tampas, evitar vasilhas ou similares que retenham água.  Manter os quintais limpos, sem lixo, entulho, folhas secas e restos de materiais de construção.
O combate à dengue é algo sério e um dever de todos, colabore!

Da redação com p
refeitura de Dracena

Nenhum comentário: