quarta-feira, 3 de maio de 2017

Por que tanto esforço do Dória em se tornar mais antipático aos olhos da esquerda?

Um dia após jogar flores entregues por uma cicloativista no chão, o prefeito de São Paulo, João Doria disse que flores devem ser dadas de coração e dedicou "flores do mal" ao ex-presidentes Lula e Dilma nesta segunda-feira (1º), na inauguração da Praça Ayrton Senna do Brasil, na Zona Sul.

A inauguração do memorial nesta segunda foi marcada por um tom político. Doria fez referências às flores desprezadas por diversas vezes. "Quero deixar claro que eu faço aquilo que deve ser feito. E para isso, ninguém me intimida. Ninguém me empareda. Como ninguém intimidava o Ayrton Senna", disse durante a inauguração. "Porque eu sou brasileiro e amo meu país. Então não será nenhum ativista, arrivista, petista, ou qualquer outro Ista que vai me colocar contra a parede", continuou exaltado.

Já aos gritos, Doria dedicou as flores que recebeu da ativista ao Partido dos Trabalhadores e aos desempregados. "Aquelas flores do mal que quiserem me dar ontem, eu dedico ao Lula, à Dilma e aos 14 milhões de desempregados do Brasil! Viva Ayrton Senna e viva o Brasil!".



Título: Amorim Sangue Novo
Postar um comentário