sexta-feira, 9 de junho de 2017

Dória tem habilitação suspensa e acumula multas até nas marginais


Antes de acelerar pelo autódromo de Abu Dhabi a bordo de um Aston Martin, em fevereiro deste ano, o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), teve o cuidado de gravar um vídeo para explicar as condições em que pilotaria.
“Eu vou fazer isso, evidentemente, dentro de toda a segurança e seguindo as normas do circuito”, disse ele, mostrando, na sequência, os dedos indicador e médio na horizontal. “Acelera!”, finalizou, com o lema de sua gestão.
Se estivesse no Brasil, contundo, o tucano não poderia assumir o volante do veículo e sair pelas ruas. Isso porque, naquele mesmo período, ele estava com a habilitação suspensa justamente por desrespeito às normas de trânsito. A suspensão do direito de dirigir vigorou entre 13 de janeiro e 12 de março e se deu porque o prefeito acumulou mais de 20 pontos na carteira após uma série de infrações, a maioria delas por excesso de velocidade.
Hoje, mesmo com o prazo de punição vencido, Doria continua impedido de dirigir, já que ainda não participou do curso de reciclagem (de 30 horas) obrigatório para recuperar a sua habilitação.
Nossa observação, baseado nas multas relacionadas na matéria da Folha de São Paulo, podemos perceber que mesmo após a suspensão, o prefeito continuou a ser multado. Parece que Dória, hoje apoiado por grande parte da imprensa e elite paulista, tem problemas semelhantes ao de Aécio Neves, que também teve sua carteira suspensa e até se recusou a fazer o teste do bafômetro.


Postar um comentário