terça-feira, 24 de abril de 2018

Abandono total

Ex-vereadora de Dracena mostra a situação em que se encontra a cidade e cita as promessas de campanha dos políticos

”Durante as campanhas eleitorais, é comum os candidatos surgirem com suas plataformas eleitorais prometendo exatamente o que os eleitores querem ouvir: vão cuidar bem da cidade; trazer um progresso nunca visto principalmente nos setores da educação, da saúde, saneamento básico; trarão ainda indústrias e uma porção de melhorias para deixar sua cidade linda.
É pena que eles não saibam que, para cumprir essas promessas, o administrador tem que cumprir uma série de exigências. Primeira delas é ter competência para comandar uma cidade; é saber delegar com responsabilidade cobrando sempre os resultados; agradecer aos que o auxiliaram na campanha, porém sem nunca agradecer distribuindo cargos na administração; o tempo que há entre a vitória nas eleições e a posse deve ser usado para procurar os auxiliares certos para cada função e outra série de itens que possam tornar a administração exitosa.
Na última eleição municipal tivemos todas essas promessas, porém, depois da vitória o novo governo não soube seguir as regras racionais, fazendo uma administração de "terra arrasada". Só destruição. Pessoas que têm alguém enterrado no cemitério local estão se sentindo ultrajadas, já que aquele local se encontra num abandono nunca visto. Com exceção da avenida da entrada até a capela, que é onde alguma limpeza é feita, o restante está num abandono terrível, inaceitável.
As folhas que caem das inúmeras árvores ficam no chão meses e meses, formando amontoados que pessoas que vão limpar os túmulos fazem para facilitar aos funcionários da limpeza a retirada do lixo. Porém essa parte nunca é feita e a imensidão de folhas misturadas a restos de flores, plásticos, papéis, galhos secos vão dando a evidência da falta de administração.
O perigo ali é uma constante, o que deveria ser objeto de fiscalização da vigilância sanitária, sempre tão preocupada como os focos da dengue e o surgimento de escorpiões que têm matado tanta gente depois de um sofrimento terrível. Ali, sob aqueles amontoados de folhas secas, há um ambiente extremamente favorável para a proliferação de animais peçonhentos.
E que tristeza para os familiares deixarem seus entes queridos em local tão abandonado, tão imundo. Muros quebrados, o mato crescendo por entre os túmulos, plantas quebrando túmulos e formando plantações em cima deles, pois muitos deles são de pessoas cujos familiares se mudaram da cidade e quase nunca visitam aquele local. Funcionários desfilam por ali todo dia, mas não têm o capricho de arrancar o mato ainda pequeno para que não cresça e arrebente os túmulos.
É uma ofensa a toda população o desprezo que o prefeito devota ao cemitério local. Quem tem uma pessoa querida ali enterrada se entristece por ver que, apesar do capricho com que mantém seus túmulos, o local se apresenta imundo, abandonado. Será que é muito difícil para o nosso atual administrador mandar que se amontoe o lixo em um único ponto e que os caminhões basculantes carreguem-no para um outro local e ali apodreçam se transformando em adubo, o que será bem vindo em qualquer plantação?
Será que nosso alcaide sabe que o cemitério faz parte da cidade e, portanto, é da sua alçada cuidar da sua manutenção?

Thereza Pitta”

Imagem: Google

Nenhum comentário: